Assine nossa newsletter:

Ser

Intuição

8 de junho de 2016 por Doriana campos . 0 Comentários

“Depois de conhecer a arte de ouvir sua intuição você ficará surpreso: o intelecto pode errar mas a intuição nunca erra, ela é infalível. Sempre orienta você a tomar o caminho certo – Osho.”

fotoSer2Fonte instagram

Você alguma vez já experimentou algumas destas sensações ou sentimentos?

_ Alguma coisa está me dizendo que eu deveria…
_ Uma sensação no meu corpo me diz que…
_ Sinto que hoje não é um bom dia para…

Esta inexplicável voz interior, uma espécie de “feeling” é a sua Intuição tentando te guiar.

O que é Intuição?

“Habilidade de adquirir conhecimento sem a interferência da razão”. De acordo com a Dra. Schulz, autora do livro Despertando a Intuição, a intuição ocorre quando percebemos os fatos diretamente, independentemente dos cinco sentidos e da razão.

Quando ocorre, surge do nada, vem subitamente, imediata e convincente, é o que conhecemos como insights.

A Dra. Schultz afirma que, embora muitos pensem que a intuição é um talento mágico ou místico limitado às pessoas mais sensíveis, ela é uma capacidade real e prática, todos a possuímos e melhor, podemos desenvolvê-la.

Muitas vezes achamos que temos pouca ou nenhuma intuição, mas isto acontece porque aprendemos a dar mais valor à segurança do que à investigação, a viver nos limites da mente lógica em vez de seguir pressentimentos.

Bem, se a intuição é um conhecimento além da lógica, só aqueles que são capazes de ir além dos limites da análise conseguem usufruir desta qualidade tão útil para enfrentar as mudanças e desafios da vida, não é?

Como desenvolvê-la?

“Abandone a mente que pensa em prosa; reviva outro tipo de mente que pensa em poesia. Ponha de lado a sua perícia em silogismos; deixe as canções serem o seu estilo de vida. Mude do intelecto para a intuição, da cabeça para o coração, porque o coração está mais próximo dos mistérios – Osho”.

 Algumas dicas para começar…

 – Crie a intenção de ficar consciente de sua intuição.
O tempo todo estamos recebendo informações intuitivas e o fato de estar atenta a elas fará com que fiquem cada vez mais frequentes e perceptíveis.

– Crie o hábito de aquietar sua mente.
Meditar ou simplesmente ficar em silêncio, sem barulhos ou distrações podem fazer maravilhas por sua intuição.

– Sincronize os dois lados do cérebro.
Construir caminhos entre os dois hemisférios do cérebro vai ativar seu funcionamento. Usar a mão não dominante, (esquerda para a maioria), para fazer coisas como abrir a porta, pegar objetos, escovar os dentes, ou até mesmo escrever é uma boa maneira de começar a sair dos automatismos.

– Aguce os cinco sentidos.
A intuição é o sexto sentido, mas se os outros cinco sentidos estiverem adormecidos você não vai conseguir desenvolvê-la.
Por exemplo, pegue um objeto, olhe para ele até conseguir vê-lo com os olhos fechados. Quando provar uma comida, observe o aroma, a textura, o sabor…
Tire os sapatos, pise na grama, na terra. Sinta a sensação embaixo de seus pés.

– Contato com a natureza.
O contato direto com a natureza, seja uma floresta, montanha, lago, rio ou praia. Assistir ao por do sol, ou simplesmente sentir o perfume de uma flor irá conectá-lo com todos os elementos das forças vitais e com você mesmo.

 

Deixe o seu comentário

0 Comentários




Outras matérias

ONG Banco de Alimentos

Por Márcia Atui Outro dia, lendo a revista Vogue, me...

SUCESSO FINANCEIRO & ESPIRITUALIDADE

  É difícil acreditar em abundância e infinitas possibilidades quando...

MINDFULNESS: o poder do agora

Nos dias de hoje, neste mundo complexo, em constante mudança...

MEDO x CORAGEM

  A maioria das pessoas não percebe, mas, quando se...

Animais de Estimação: os benefícios que trazem aos homens

por Márcia Atui   Não é de hoje que os...

Abundância

“Não deveria haver um hiato entre a abundância da natureza...

Adotar um cachorro é tudo de bom

por Márcia Atui Amo cachorros!!! Adoro!!!! Já tive muitos, todos...

Intuição

“Depois de conhecer a arte de ouvir sua intuição você...

Promessas para 2016. Por que é tão difícil mudarmos hábitos?

“Nunca é tarde para sermos a pessoa que gostaríamos de...