Assine nossa newsletter:

Ver

CICERO DIAS : Um percurso poético

24 de junho de 2017 por Doriana Campos . 0 Comentários

Ainda há tempo para ver a mostra Cícero Dias – Um percurso poético no Centro Cultural Banco do Brasil.
São 125 obras desse artista, um dos mais importantes do século XX . Além das obras, a exposição traz cartas, textos e fotos de Manuel Bandeira, Gilberto Freyre, Mário Pedrosa, José Lins do Rego, Pablo Picasso, Alexander Calder, entre outros, contextualizando sua história e evidenciando sua relação com poetas e intelectuais brasileiros e sua participação no circuito de arte europeu.
Dividida em três grandes núcleos ( Brasil , Europa e Monsieur Dias) que se subdividem mostra a trajetória desse pintor que como afirma a curadora Denise Mattar,
foi um dos poucos que sempre manteve a fidelidade a si próprio, sem medo de críticas, sendo inteiramente livre.

image

 

BRASIL

Aberta por “Entre Sonhos e Desejos” traz um conjunto de 30 aquarelas produzidas entre 1925 a 1933, que na contramão dos modernistas , muito diferentes do que se produzia na época. Cheias de lirismo, sensuais , poéticas e emocionantes.
image
“Memórias de Engenho”, compostas por óleos realizados entre 1930 e 1939, reúne lembranças da infância passada no Engenho Jundiá, algumas obras produzidas na adolescência e a famosa gravura que ilustrou a primeira versão de Casa Grande e Senzala de Gilberto Freyre.
image
“E o Mundo começa no Recife traz as recordações urbanas do jovem Cícero no Recife.

image

 

image

 

EUROPA

Em 1937 , Cícero Dias viaja para a Europa incentivado por Di Cavalcanti. Integrou-se no meio artístico e ficou muito amigo de Picasso e do poeta Paul Éluard. A II Guerra chegou e atrapalhou esse momento. Em 1941 ele foi preso e enviado para Baden Baden. De lá ele conseguiu enviar para Paris a poesia “Liberté” de Eluard , que foi impressa pelos aliados e jogada de avião sobre Paris, para dar ânimo aos soldados da Resistência. Por esse feito foi condecorado no final da Guerra.
“Entre a Guerra e o Amor” reúne reproduções de cartas, documentos, desenhos e aquarelas realizadas pelo pintor em condições precárias durante a Guerra. Testemunhos de suas vivencias no conflito e de seu amor por Raymonde que se tornaria mais tarde sua esposa.

image

Quando saiu de Baden Bande foi com a mulher para Lisboa.
“Lisboa – Novos Ares “ , nessa fase ele simplifica o desenho, usa pinceladas brutas, cores inusitadas e estridentes, e tonalidades intensas e brilhantes. †ítulos ambíguos acompanham as obras: Mamoeiro ou Dançarino, Galo ou Abacaxi….

image

Ainda na capital portuguesa Dias dá início à sua despedida da figuração. A seguir passou a trabalhar com formas curvas e sensíveis abrindo caminho para a abstração, tornando-se o primeiro artista brasileiro a trabalhar com esta vertente.

image

MONSIEUR DIAS

Em 1945 , com o final da guerra Cícero voltou para Paris a convite de Picasso e lá abandonou curvas e cores suaves por um trabalho mais geométrico. “Abstração Plena”, reúne um conjunto de obras que ele fará até o ano 2000.

image

image

Paralelo à sua pesquisa geométrica nos anos 1960 Dias desenvolveu uma série chamada “Entropias”, nas quais deixava a cor escorrer, misturar-se e esvair-se.
image

E ainda no final dos anos 1950, retornou às suas origens trazendo de volta o imaginário lírico permeado de memórias e referencias de sua terra natal. Mas desta vez o fez incorporando as suas descobertas ao longo da vida. Resgatou adelicadeza de mulheres sonhadoras dos anos 1920, manteve a audácia nas cores dos anos “fauves” e apoiou essas imagens na estrutura geométrica de sua abstração.

image

image

Simplesmente maravilhoso!!!Não perca!!!

 

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL – CCBB
R. Álvares Penteado 112 – Centro
São Paulo- SP
Fone: (11)31133651

 

 

Deixe o seu comentário

0 Comentários




Outras matérias

TOULOUSE LAUTREC – EM VERMELHO

Começa hoje no MASP a exposição “ Toulouse Lautrec –...

CICERO DIAS : Um percurso poético

Ainda há tempo para ver a mostra Cícero Dias –...

JAPAN HOUSE

A  Japan House, centro cultural dedicado a cultura nipônica abriu...

ANITA MALFATTI : 100 ANOS DE ARTE MODERNA

Para quem está em São Paulo nesse feriado uma ótima...

GAUDI: BARCELONA 1900

Inaugurada no dia 20, no Instituto Tomie Ohtake, a mostra...

FREEBOOK

Um presente para os  jardins! Acaba de se instalar na...

Outubro Rosa: Galeria Carbono

  Durante o Outubro Rosa, mês mundial da conscientização sobre...

Clube Hall

Você conhece o clube de arte da Arte Hall? Ele...

Intermezzo – Escola de Música

Fomos conhecer a Intermezzo, escola de música super bacana! Quem...

Parrtificial: Exposição de Martin Parr no MIS

Com o nome de Parrtificial e curadoria do próprio fotógrafo...